quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Habemus Bilhetes De Avião!

Férias confirmadas há pouquíssimo tempo o que é que significa? Bilhetes de avião caros - e isto é verdade, verdadinha. 
E eu confirmo: por mais pesquisa, por mais alterações de datas, horário ou companhias, os valores estavam todos acima do que eu queria dar mas paciência; estão comprados e o que se gastou em avião vai compensar porque não se vai pagar estadia.

Onde, onde? - perguntam, vocês.


Fui lá o ano passado e vou lá este ano, já sem o fator surpresa mas com vontade de explorar outras coisas que esta cidade tem para oferecer! Fãs de Londres, acusem-se! :)

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

O Que Mudou Na Minha Vida Depois Da Faculdade?

Ainda numa onda de regresso às aulas, hoje decidi trazer-vos um pouco da minha experiência pessoal em relação à minha vida académica e o pós vida académica.

Não escondo que já houve muitos dias em que me arrependi de ter tirado um curso superior - para quem não sabe, eu não trabalho na área. Mas são pensamentos que já não me ocorrem. Pesava-me o esforço, meu e dos meus pais e de não ter dado frutos. Trabalhei na área, alguns anos mas não me dava sustento para o carro quanto mais para uma vida. E eu precisava urgentemente de começar a ter uma vida monetária [se assim poderei usar a expressão].

Na faculdade [É Só Lusíada Universidade! lalala] aprendi montes e montes de coisas. E nem tudo aprendi nas aulas porque tentei viver o máximo que consegui em relação a tudo o que me era concedido. Tirei negativas, até reprovei a uma cadeira, tirei algumas boas notas, até um ou dois 18, estudei com colegas da minha idade, fiz amizade com colegas mais velhos. Tive muitas (até perdi a conta...) ressacas, saídas, praxes, gargalhadas entre tardes na relva com a capa ou não vestida. 
Mas foi-me sempre estipulado pela minha consciência que na hora dos exames, a cena tinha que ser minimamente séria. Quando eu me interessava (e também quando não me interessava...), eu estudava e se a nota não fosse bem aquilo que eu desejava, eu ia a melhoria de nota - da mesma forma, também aqui perdi a conta das vezes que fui fazer melhoria, às vezes por um valor!

A minha faculdade era e é privada. Não tive que trabalhar para pagar os estudos como tanta gente o fez e faz e por quem eu tenho a maior admiração [no meu grupo de amigas, só uma fazia isso e posso garantir-vos que ela nos acompanhava nas festas a esmagadora maioria das vezes, levantando-se sempre mais cedo para ir trabalhar e depois de almoço aparecia para as aulas e isto tem de se louvar, meus caros amigos]. Os meus pais pagaram os três anos que lá estive e o mínimo que eu poderia fazer, era não andar lá a passear SÓ copos de cerveja (tirando o dia do Rally-Tascas, aí só passeava mesmo copos!). 

Terminada esta etapa, não me enchi de mim mesma, apenas me orgulhei. Tínhamos conseguido. Com mais festas, menos festas, com boa média ou apenas satisfatória, eu e os meus pais tínhamos conseguido. Já estava licenciada, com direito a flores, festa, bolo e um canudo de baixo do braço.

Hoje trabalho num centro comercial. Esta é a realidade. Já trabalhei em dois jornais - um mensal e um diário [e este nacional e internacionalmente reconhecido] e trabalhei numa televisão local. Aprendi MUITO! Pude lidar com pessoas que nunca pensei trocar se quer duas palavras. Vi noticias minhas escritas a serem lidas pela pessoa do lado no comboio. Tenho fotografias com o Mário Soares e a mulher. Com os Homens da Luta. Com o Virgul. Eu sei lá... Uma série de recordações.

Adorava dizer que não desisti da área. Mas nem vou entrar por aí; só vos queria dizer, finalmente, é que depois da faculdade, a minha vida ficou melhor. É a mais pura verdade. Andei muito tempo a fazer cursos e especializações em pontos específicos na área do Jornalismo, andei a estagiar à palex, andei a recibos verdes, de um lado para o outro, etc, etc. Mas porque assim os meus pais me deram a oportunidade (nunca me exigiram um trabalho com €€ à vista) e porque assim eu o entendi porque eu dizia para mim "És nova, faz currículo agora". Foi o que fiz e não me arrependo. Agora, longe das noticias, recebo o meu ordenado que dá para ir construindo uma vida, a minha. 

A faculdade foi a minha rampa de lançamento. Caloiros aí à solta: aproveitem estes anos da vossa vida a 100%! Divirtam-se MUITO e estudem, porque na faculdade também se faz disso e já agora, mesmo que achem que não, é mesmo verdade quando dizem que os amigos que fazem na faculdade são para a vida.

Bênção das Fitas de Lisboa, 2010

De certeza que vou passar, nos próximos tempos, por trajados e vou ter vontade de dizer GRANADA mas a vida anda para a frente e ando mais preocupada em ver as promoções do Jumbo/Pingo Doce xD.

domingo, 17 de setembro de 2017

Aprecia A Tua Própria Companhia!

Sempre apreciei a minha companhia. Não vou dizer que sou solitária mas gosto muito de estar sozinha. Não tenho medo de estar sozinha. Aprecio a solidão - mas não a solidão constante.

Se tiver que ir a algum lado sozinha, vou. Também sou sincera, se não estiver para aí virada, tento arranjar companhia até esgotar as hipóteses, mas por norma ir à praia (por exemplo) sem companhia é algo que não me faz mossa nenhuma. Estar sozinha dá-nos tempo. Tempo para avaliar a nossa vida, o que nos está a deixar felizes, o que nos anda a deixar tristes, o que queremos para o futuro... tanta coisa. E não entendo como há pessoas que tremem só de estarem sozinhas.


Já repararam na quantidade de pessoas que gostam de estar perto de vocês? À vossa volta? É porque apreciam e valorizam a vossa maneira de ser e de estar - porque não hão-de fazer o mesmo convosco próprios?  Fica a dica; aprecia a tua própria companhia :)

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Tantos Posts Sobre O Regresso Às Aulas Que Eu Também Não Quero Ficar De Fora!

Tenho a certeza que já se fartaram de ver posts a dar algumas dicas para o regresso às aulas não é? Desde essenciais para o dia-a-dia , o que levar na mala ou até maquilhagem para o primeiro dia de aulas. 


Vai daí, eu também quis participar neste circuito de posts, com uma dica muito importante para este regresso às aulas. Nada mais nada menos do que: ESTUDEM! É muito importante estarmos bonitas na apresentação, escolham a vossa roupa mais fixe e essas coisas todas mas mais do que não se esquecerem de levar creme hidratante, batom ou um eyeliner na mala, é não se esquecerem de levar os livros e as cenas todas, se não levam falta de material! - Isto ainda existe, não existe? 

Os tempos mudam, obviamente que sim; no meu tempo, numa turma de 25, tínhamos duas raparigas que punham base na cara. Hoje a coisa é literalmente ao contrário - e isso não é necessariamente mau, não me interpretem mal. O que eu quero dizer é que podemos e devemos andar como nos sentimos bem, independentemente das influências à nossa volta (existirão sempre os exageros porque faz parte da idade) mas não nos vamos esquecer do que é realmente essencial para o regresso às aulas. Boa educação, esforço e empenho!

Posto isto (e depois de todo um post educativo) um batonzinho leve e uma máscara para as pestanas é o que posso aconselhar para a maquilhagem do dia-a-dia. E um pacote de lenços, nunca se sabe quando as casas-de-banho não vão ter papel! :p

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

"Tô, Tia, Sabias Que Vou Agora Para A Escola?"

São 12.43h. O meu telemóvel tocou e eu sabia quem me estava a ligar. "Tô, tia, sabias que vou agora para a escola? Vou para o primeiro ano!".

Não sei explicar. Não consigo explicar. Mas estou num misto de emoções. Tenho o coração apertado até mais não. É verdade que dizem que os sobrinhos não são nossos filhos mas é quase como se fossem; há aqui um sentimento que eu não consigo descrever, por mais voltas que dê à cabeça. Nunca lhe mudei uma fralda, Deus me livre - mas desde que nasceu passou a ser a pessoa mais importante da minha vida, bem juntinho da minha mãe. 

Todas as suas conquistas, o simples facto de começar a andar, falar, ter opinião, gosto, personalidade... Todas essas "tolices" passaram a ser motivo de orgulho para mim. Ela é alta, forte, veste saia, joga à bola, pinta os lábios e quer caçar monstros. É um pequeno furacão, muito parecido a alguém que eu cá conheço e lido todos os dias [e que vejo ao espelho] e hoje vai para o primeiro dia de aulas e eu preferi falar com ela ao telemóvel do que estar lá na altura que ela passasse o portão da escola porque provavelmente iria chorar mais do que a minha irmã - iria dar-lhe um argumento para me gozar para o resto da vida? Não ahahah!

É verdade que os nossos sobrinhos não são nossos filhos mas é verdade que é quase como se fossem - não que eu seja mãe - mas aquilo que sinto por ela é algo que não se transcreve e eu só lhe desejo o melhor. E vou fazer de tudo para ela ter e ser a melhor pessoa que conseguir e quiser ser. 

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Vamos Personificar A Segunda-feira?

Não, não me enganei. Eu sei que no calendário normal hoje é quarta-feira mas no meu calendário... É apenas segunda-feira, dia de voltar ao trabalho mas estou com vontade de continuar na boa vida que as folgas nos dão!

Entretanto estive a pensar que se eu pudesse personificar a segunda-feira, quem eu iria escolher? E eis que esta imagem tropeça em mim (se calhar nem todos vão entender) e sem dúvida que esta Umbridge tem cara de segunda-feira!

Malta, quem escolheriam para exemplificar o que a segunda-feira significa para vocês? Deixem o nome nos comentários ou mandem-me a foto por mensagem no Instagram (link aqui ao lado)!

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Dia De Folga [Os Dias Mais Aguardados Da Semana]

Aproveitar a vida. Agradecer. Apreciar pequenas coisas, pequenos atos que nos fazem felizes.

Ontem passeei de mota sozinha, almocei a comida da mãe, pus os pés na areia e no mar e revi amigos. Hoje quero mais destas pequenas (grandes coisas) que me preenchem. Acreditem, às vezes com tão pouco ficamos com um sorriso na cara e um sentimento de satisfação!

Vou aproveitar mais um dia de folga agora! :)

domingo, 10 de setembro de 2017

10# Turismo Rural | A Serenada

Olá meus queridos leitores, cá estou eu para vos trazer mais uma dica de um lugar lindo pelo nosso país à beira-mar plantado. Hoje as malas são feitas para um destino perto da capital, capaz de nos fazer apaixonar em dois segundos!

Grândola

O local que vos trago hoje tanto é uma propriedade que faz vinho como acolhe hóspedes. Estranho? De todo! O local está cercado por vinhas, tem uma adega onde os hóspedes podem fazer provas de vinho e toda a decoração do espaço é inspirado nesta bebida e em todo o seu mundo!




Situado no alto da Serra de Grândola, A Serenada Enoturismo oferece alojamento de quartos com todas as comodidades, casa-de-banho privativa com produtos de higiene gratuitos e muitos deles têm vista para o jardim, onde podem estar em contacto direto com todo o esplendor da natureza - das vinhas e do pôr-do-sol, por exemplo. Ao lado do edifício principal encontram a Casa do Monte, uma casa que foi construída e onde são servidos os pequenos-almoços ou até refeições que queiram fazer, com a possibilidade de se perderem na carta de vinhos para acompanhar.



Numa classificação de 9,3 no Booking, este local está ainda mais convidativo com a existência da piscina panorâmica que delicia os seus frequentadores. E se depois de um mergulhinho quiserem ir explorar à volta, aproveitem o acesso às bicicletas pois é gratuito!
"Muito fancy Rititi... Será que me vou assustar com os valores por noite?": creio que não, pois para mim, do que vejo, o espaço vale muito, muito a pena e podem passar uma noite neste lugar por 85€ para duas pessoas!


Fiquei com muita, muita vontade de conhecer este lugar!
Já tinham ouvido falar? O que acharam?
Até à próxima viagem!

sábado, 9 de setembro de 2017

Já Chega De Me Perguntarem Se Tenho Uma Scooter...

Sempre que digo a alguém que tenho mota, a pergunta é sempre a mesma: "É uma Scooter?", "Se calhar é uma Vespazita, não?", "É uma 125?".
...

Então vamos lá malta, eu sei que a minha altura não transmite muita credibilidade no tema "motas", meço 1,60 cm e é um facto que a altura tem o seu fator de dificuldade e importância no ato de conduzir uma mota. Mas espantem-se. Eu tenho uma Yamaha XJ 600. Meninas, se calhar muitas vão achar que estou a falar chinês mas deixem-me ver se consigo exemplificar... Estão a ver aqueles grandes motões de pista, por exemplo as CBR? [Para quem não conhecer o modelo deixo a fotografia ilustrativa em baixo].


Pronto, a minha mota é igual. Só que com menos cavalos, menos potência, rotatividade, etc - mas dá 200km/h, calma. Sim, é uma dessas motas que tenho, não não é uma Scooter, não não é uma Vespa. É uma 600! São quase 200 quilos entre as pernas e uma motinha quase da minha idade, mas ideal para mim porque chego com os pés ao chão e é de fácil de condução para quem está a iniciar esta aventura de duas rodas. 


É velhinha mas já se moldou ao meu corpo e digo já que me fica a matar, sem falsas modéstias! 
Apontem: Yamaha XJ 600 💓

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

O Que Mais Gostam Na Vossa Sexta-feira?

Por norma,  hoje é o dia mais aguardado da semana pela maioria das pessoas - é sinal que o fim-de-semana está aí à porta, o que significa dias de f o l g a. Seja pelo descanso ou pela aquela festa agendada há uns bons tempos, toda a gente gosta, toda a gente a quer. Apesar de eu funcionar em regime de folgas rotativas, eu também continuo a gostar da sexta-feira!


Há quem anseie pela sexta-feira para se desligar dos tachos da cozinha durante o fim-de-semana, há quem queira ir beber um copo até mais tarde com os amigos e há quem deseje apenas e só ir para a cama e não ter horas para acordar no dia seguinte. Eu gosto da sexta-feira porque faço parte das pessoas que se quiser ir beber um copo com os amigos mais tarde pode, porque à hora que eu saio do trabalho, só à sexta-feira ou ao sábado é que bares e cafés estão abertos a horas que eu possa ir. E há um pormenor muito interessante: às sextas-feira as pessoas andam muito mais simpáticas!

E vocês, o que mais gostam na vossa sexta-feira? 
Porque anseiam tanto por ela?

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Setembro Só Vai Significar Um Recomeço Na Minha Vida...

Há muitas pessoas que regem o seu ano de setembro a setembro - ou vá, junho/julho. Andei muitos anos da minha vida em que fazia o mesmo, agora é de janeiro a janeiro. Mas compreendo perfeitamente quem ainda gere a sua vida a partir de setembro porque é um mês de regresso, de recomeços!

As crianças voltam à escola e grande parte dos adultos regressa ao trabalho - só por isto, é um recomeço pois significa que vem lá uma batulada de semanas até às próximas férias.
Deste lado a sobrinha vai para a escola dos grandes, vai estrear-se no primeiro ano da Primária e isso não é um recomeço, é um grande começo que também a mim faz andar ansiosa para perceber como vai reagir a tudo o que aí vem. Esperemos que, para este mês, seja o único começo porque o meu sobrinho [nascimento previsto para meio de outubro] que ainda está no forno, está "farto de mandar vir" que não lhe apetece manter-se muito mais tempo lá dentro... Vamos lá ver se não é também o começo de mais uma vida - puto, espera lá até outubro!


Para mim setembro tem muito ou pouco significado porque os recomeços que eu encontro neste mês são nulos. Aliás, existe um recomeço que vai ter de acontecer, mais tarde ou mais cedo e tem um nome: chama-se GINÁSIO! No espaço de ano e meio eu simplesmente desliguei-me da atividade física, eu, que treinava várias vezes durante a semana, chegava a ir até duas vezes por dia (não se iludam que nunca tive uma barriga de abdominais, eu treinava simplesmente para poder comer o que quisesse e isto é real xD).

Agora sinto que o meu corpo mudou. Absorve tudo o que como e vai tudo para o rabinho, perninhas, barriguinha e anquinha. Celulite até vir a avó da missa, calças que já não servem em lado nenhum... E isso até poderia ser tudo ok se eu me sentisse bem. Já não. E confesso que sou muito pouco focada [nem quando estou doente tomo a medicação até ao fim...], que sou muito gulosa e poderia arranjar mais mil desculpas. Porque as são. Existem tantos exemplos na nossa Blogosfera de pessoas determinadas a alcançar objetivos - a nossa Jedi d'O Biquini Dourado, um tão grande exemplo de foco, determinação e de resultados, entre outros.

Não me vou comprometer com nada, não sou disso porque sou demasiado realista e conheço-me demasiado bem, mas espero no final do mês dizer-vos que  treinei, pelo menos, dez vezes neste mês de recomeços. E que recomecem as dores musculares...!

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Batons | Primark vs Kiko - Quem Vence?

Na semana passada fiz duas aquisições na área da cosmética e foram dois batons. Um comprei em promoção na Kiko e o outro comprei na Primark. Os dois são diferentes - e por essa razão também tenho opinião diferente sobre ambos.

a fotografia não faz bem jus à verdadeira cor de cada um

O da Kiko veio comigo primeiro para casa (até partilhei convosco nos meus InstaStorys) e eu, que não sou nada dos tons nude, decidi arriscar, já que gosto de cores sempre mais vivas. Assim que coloquei a sensação de hidratação foi imediata e fiquei com essa sensação durante muito tempo - a hidratação perdura mais que a própria cor, aqui entre nós...

Depois, numa breve passagem pela louca loja que é a Primark, deparei-me com este matte e pela cor tive que o trazer para casa [e não só, já tinha visto alguns blogues a falar bem deste produto]. Assim que o coloquei... só saiu quando me desmaquilhei. Dura e dura e dura. Vai saindo um pouquinho se tiverem alguma refeição mas o essencial irá manter-se e por essa razão eu preferi este batom. A diferença monetária entre eles foi de um cêntimo: o da Kiko custou-me 1,99€ e o da Primark 2€ e não me arrependo de ter comprado nem um nem outro porque têm pontos fortes diferentes e que eu gosto. 


Kiko hidrata.
Primark perdura.
E ambas as cores são bonitas e acho que não consigo arranjar propriamente um vencedor entre estes dois batons maaaaaaas... o que tenho usado mais é o da Primark. Porque tem uma cor linda!

E vocês, já conheciam quer um, quer outro? 
Que preferem, Kiko ou Primark?

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Jumbo | Review Creme de Máscara Cosmia

Frequentadores do Hiper Mercado Jumbo: com certeza já repararam que agora existe toda uma linha renovada de produtos de higiene correto? Marca nova, design novo, apresento-vos a Cosmia: todo um variado de produtos para explorarmos, a preços mais acessíveis que as restantes marcas conhecidas.


Vai daí, os meus olhos cruzaram-se com a máscara de cabelo Cosmia - Extra Suave, de Óleo de Argão e Jasmim - próprio para cabelos secos ou danificados, prometendo ser um reparador e iluminador. Posso dizer que quando abri a caixa de 300 ml o cheiro foi intenso e fiquei um bocado de pé atrás (só porque os cheiros intensos incomodam-me) mas depois de colocado no cabelo... é maravilhoso - o cheiro suaviza imenso! Perdura tempos e tempos no cabelo, instala-se pelas divisões todas da casa e sentem, logo na primeira utilização, um cabelo muito mais fácil de pentear. 
Agora o que toda a gente quer saber: tem um custo de 1,99€!

Depois de seco, ao toque, o cabelo está macio, sem nós e reluz - mas claro que não existem milagres; temos de ir tratando do cabelo, pelo menos o mínimo dos mínimos, que é o que eu faço (que sou uma grande preguiçosa) mas como vos disse este ano dediquei-me um pouco mais e fiz um shot de hidratação no cabeleireiro antes de começar o verão, exatamente de forma a defendê-lo das agressões desta altura. 

Já alguém testou algum produto Cosmia? 
Já tinham ouvido falar? Ficaram com curiosidade?

domingo, 3 de setembro de 2017

Querem Um Bom Patrocinador De Piqueniques?!

O tempo ainda anda maravilhosamente quente (aqui no blogue nunca me vão ouvir reclamar e dizer 'Já está bom, verão, já podes ir embora') e os fins-de-semana apelam ainda aos dias de praia, passeios e, porque não, piqueniques!


O que não falta no nosso país é sítios para se piquenicar com paisagens lindas! Como podem ver nas fotos, o local escolhido foi a Arrábida, em Setúbal e eu fiquei encarregue de levar duas coisas essenciais: uma toalha e a nova Casal Garcia Branca!


Por aí, quem já piquenicou este verão? Que sítios recomendam?

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

41# Tragam as pipocas, hoje é dia de cinema!


Na última quinta-feira falhei o post sobre cinema mas cá estou eu de regresso a retificar o erro com um filme muito falado (e nem tanto pelo lado positivo): Baywatch
Mas deixem-me só dizer-vos que eu gostei sim e ri-me mas ri-me à séria, porque o namorado já estava no milésimo sono e acordava sempre com as minhas gargalhadas e ainda se ria da minha figura xD

Claro está que a versão original é a versão original e não haverá nada nem ninguém que um dia consiga tirar o lugar das "Marés Vivas" [versão portuguesa] no mundo cinematográfico/televisivo. Em relação ao filme, percebe-se (à distância) que as personagens foram escolhidas a dedo, dá para babar para o ecrã quer no feminino, quer no masculino. Levantando um bocadinho a ponta do véu para quem ainda não viu, o "The Rock" veste a pele de Mitch Buchanon (yes, leram bem, aliás todas personagens mantém nomes da série original), nadador-salvador bem visto por todos que frequentam a sua praia. 


No momento de prestar provas, novos recrutas apresentam-se na praia, incluindo o nadador olímpico medalhado Matt Brody (Zac Efron). Entre as aventuras destes novos recrutas, existe ao mesmo tempo tráfico de droga na praia (e uma série de mortes) e o Tentente Buchanon está decidido a descobrir o que se passa na sua praia, ele e a sua equipa! 
Por isso, apesar de haver muita coisa que foram buscar à série, existe aqui um fio com história para se seguir durante todo o filme. Claro que não estamos perante uma obra prima, claro que não é algo que vai ficar para a história, claro que existem coisas que vemos que são ligeiramente forçadas durante o filme mas, para mim, as piadas, fazem mesmo rir!


Alguém desse lado já viu o filme? O que acharam?

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Primark | Seis Coisas Que Não Resisto!

A Primark divide-se em duas turmas: a turma que adora e só dá boas notas na hora da avaliação e a turma que odeia e só sabe criticar. Vá... tenho de admitir que ainda existe um terceira turma: a turma que reconhece que nem tudo é bom mas que há coisas que valem mesmo a pena ser compradas na loja!
E hoje eu vim partilhar seis coisas que não consigo resistir comprar na Primark (eu confesso, sou fã da loja e enquadro-me na terceira turma que referi ali em cima):

Roupa interior: e nisto não me refiro a cuecas (não acho que valham muito a pena) mas sim a soutiens. São confortáveis, existem os almofadados, os simples, os de renda, há de tudo e até à data, com uma duração boa! Também compro meias, duram também muito tempo (e as de vidro compro bastante para o trabalho, preço acessível para o tempo que vão durar - meias de vidro, seja de que loja for, têm data de validade muito curta).

Almofadas: não é uma compra desde sempre mas desde que me mudei, as minhas almofadas são todas made in Primark e são bonitas, são baratas, confortáveis e de fácil decoração. Há sempre novidades, há sempre muitas cores ou somente lisas... vale a pena! Devo também dizer que comprei as minhas almofadas da cama (mesmo para dormir) e, se ao inicio roguei pragas, agora não as toco por nada!

Acessórios: atenção que não me refiro a anéis, colares e isso porque já fui mais fã, agora é raro comprar somente porque nada me chama muito à atenção. Refiro-me às malas, por exemplo, muito giras e com durabilidade q.b. Refiro-me também aos lenços/cachecois/gorros. Aos óculos de sol (quando procuro algo mais diferente e a preço acessível, Primark é o sitio). Também posso colocar nesta secção as carteiras (tenho a minha há uns três anos e continua impecável!).

fotografia do meu hall de entrada e em acessórios é made in Primark 

Velas: com cheiro, sem cheiro, pequenas, grandes, há velas para todos os gostos e por vezes a menos de um euro! Gosto de ter velas espalhadas pela casa (às vezes até na casa-de-banho) e aqui dá para repor o stock sem gastar um balúrdio. 

Molduras: Outra coisa a que não resisto. Nem sempre acertam (em termos de design) mas a maioria das vezes têm molduras tão mas tão giras! Douradas, às flores, em forma de ananás, de arco-irias, eu sei lá... é um sem fim de ideias!

Pijamas: para o verão há coisas mesmo fesquinhas e às vezes nem pijama precisamos mas e de inverno...? Aquele pijaminha polar, às vezes a 10 euros; dá para resistir? Eu cá não consigo. Ainda por cima agora até andam com uma coleção de pijamas polares do Harry Potter! Não consigo, tenho de ter!

E vocês, assumem-se como fãs da Primark? 
Existe algo que também não resistem a comprar? Partilhem comigo se temos gostos em comum! :)

terça-feira, 29 de agosto de 2017

10# Só se estraga uma casa



Esta frase durante muito tempo foi a minha frase. A minha e a dele.
E pensava nela com muita dor no coração. Dor, curiosidade e imaginação... imaginava o futuro, se seria com ele ou se sem ele. E quis Deus voltar a juntar-nos.

Só que... Deus, eu não pensava que, agora que estamos juntos, me desses um futuro tão negro. Mas é literalmente negro: há impressões digitais pretas por toda a casa [dele mexer no óleo do carro ou da mota]. E sim, nós pagamos a água e temos sempre água na torneira e sim, também temos trocos para comprar sabonetes. Mas não... Pelos vistos não é o suficiente. Porque há marcas de óleo em TODAS as divisões principais da casa. Posto isto resolvi que tenho de lhe dar duas coisas: umas luvas, para não sujar tanto as mãos e uns binóculos para ver onde raio (!!!) deixa as impressões digitais e limpar logo de seguida - que aqui não existem empregados de ninguém.

A sorte dele é que a maioria do óleo onde ultimamente ele tem andado metido é o do meu carro e por isso (e só por isso) é que eu não lhe saco uma fotografia às impressões digitais e ponho à venda no mercado negro! Brincadeirinha.

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Meu Querido Mês De Agosto...

Meu querido mês de agosto,

esta é a tua última semana e continuo a sofrer, ano após ano, com o fim do teu mês. Para mim, serás sempre aquele mês, passem os anos que passarem - já meti isso na cabeça. Mês de muito calor, de muito sol mas de família; não há mês que simbolize mais a família para mim que este mês, não tivesse eu tantos emigrantes na família, não fossem os meus pais migrantes igualmente. 

Não ligues aos que dizem que és um mês de muita confusão - tu já sabes que és, não é preciso estarem sempre a chatear-te com isso. Mas tu também sabes que és um mês de muita felicidade para tantos, não é? Ano após ano, tu testemunhas regressos, abraços de saudades e também lágrimas de despedida verdadeiras. És o mês que tantos odeiam, que tantos dispensam mas que tantos anseiam: tal como eu!

Confesso que te escrevo estas palavras com as lágrimas a querer aparecer. Simbolizas muito mais do que alguns poderão entender mas serão também muitos os que sentem o mesmo que eu. Não há nada melhor que a família e não há nada pior do que estar longe dela, o ano inteiro... Fica a saber que já estou a contar os dias para voltar a encontrar-me contigo, agosto e com tudo e todos que trazes com a tua vinda! 💓


Há mais alguém desse lado que sinta o mesmo que eu, em relação ao mês de agosto?

domingo, 27 de agosto de 2017

9# Turismo Rural | Casa Da Urra

Bom dia pessoal!
Para começar este sábado de sol, trago-vos mais um post sobre Turismo Rural, mostrando um pouco de norte a sul onde passar uns dias de descanso. Hoje o destino é para os lados de Portalegre!

Urra, portalegre

O lugar é lindo, calmo, quente: tal e qual como o Alentejo promete. Com uma decoração dividida entre o antigo e o moderno, a Casa da Urra (que fica a 18 minutos do cento de Portalegre) oferece um jardim amplo, piscina exterior e ainda a possibilidade de ter aulas de equitação. Para além disso, todas as divisões são climatizadas, possuem wc privativo e com produtos gratuitos.



Sob uma avaliação de 9,3 no Booking, a Casa da Urra consegue ser um lugar bastante concorrido porque, simulando uma data para vos dar um preço, só consegui um fim-de-semana e foi no final de outubro. A boa noticia é que conseguem passar dois dias de descanso neste lugar rural por 80 euros, com pequeno-almoço incluído - e não é valor por quarto mas sim por apartamento, completamente equipado, oferecendo a oportunidade de nunca saírem da propriedade (mergulhos e mais mergulhos naquela piscina, ai não...).



"Tudo extremamente limpo e asseado. A simpatia dos funcionários e todo o espaço em si são excelentes. recomendo e espero regressar."

"O apartamento estava totalmente equipado, limpo e espaçoso. Com produtos à nossa disposição no frigorífico e o pão era do melhor. A piscina era maravilhosa com o horizonte a perder de vista!.  

Então malta, já conheciam este lugar? 
Ficaram com vontade de visitar esta casa tão rústica e tão convidativa?

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Nem Tudo O Que Reluz É Ouro | Cinco Blogues Reais Para Mim!

Eu devo dizer... Tem dias que me canso das Redes Sociais. Tanta fotografia superficial, a induzir em erro. A vida é tão mais do que ananases na praia e biquínis que encaixam na perfeição... 

Não consigo entender quem insiste em vender a imagem da vida perfeita, desculpem, não consigo. Eu bem sei que as pessoas só colocam o que querem e que para lamurias escrevemos um diário e fechamos a sete chaves mas nem tanto a mar, nem tanto a terra. Eu gosto de fotografias reais, de pessoas reais, assim como de blogues reais porque meus amigos... nem tudo o que reluz é ouro. Gosto de blogues que transparecem o que a pessoa que está por trás é verdadeiramente, sem cenas, sem grandes artimanhas. E hoje dou-vos a conhecer cinco blogues que sigo e que têm conteúdo verdadeiramente bom e sem as tais cenas de que falo [interpretem como quiserem].


Começo por falar-vos da Andreia, autora do blogue "Andreia Moita" porque a conheço pessoalmente e já há algum tempo e por isso eu posso afirmar com todas as letras que aquilo que ela é no blogue.. é mesmo ela! Com um discurso sóbrio, muito cómico e muito interativo, ela mostra-se uma mulher real, que tem sempre a cabeça a mil, e eu não dispenso visitar a página dela!

Já não existem muitos blogues como o da Inês, autora do blogue "Bobby Pins". Aqui vão encontrar textos longos mas cada palavra irá fazer-vos sentido na cabeça ou então despertar interesse em debater ideias com a autora. É genuína, transparente, apaixonada pelas coisas que gosta e apaixonada em partilhar essas mesmas coisas. Pés na terra mas um sem fim de sonhos - é o que poderão encontrar no seu blogue.

Este blogue sigo-o aos anos, literalmente. A Sónia, autora do "As Minhas Pequenas Coisas" escreve de forma tão natural que parece que a conhecemos há imenso tempo porque não faz floreados à volta do que escreve. E tanto pode escrever sobre o que se passa na Síria, como fala facilmente do novo papel que está a viver na sua vida: ser mãe. Desprendida, perspicaz e feliz: é assim que eu vejo a Sónia e o seu blogue.

O que mais gosto no blogue que se segue é que ele é assumidamente um escape [e assim sendo, é mesmo "sem cenas"] para a Sofia, autora do "Crónicas de Salto Alto". Dentista, a viver no estrangeiro, partilha coisas do seu dia-a-dia connosco e o que mais aprecio é que facilmente nos apercebemos que estamos perante uma pessoa muito inteligente, que nos convida a voltar ao blogue, post após post, pela sua forma solta de escrever, sem promessas de voltar amanhã com algo bombástico mas sim com a vontade de continuar a partilhar o que quiser da sua vida.

Encontrei-a no mundo dos blogues ainda ela era "piquena" mas tem crescido a olhos vistos a Daniela, autora do blogue "Daniela Gandra". É com muita pena minha que já não está tão presente no mundo da blogosfera como antes mas tenho-a acompanhado de outras formas e a forma como ela se aceita e incentiva a mulher a aceitar-se, tal como é, é brilhante. Se antes ela "só" nos mostrava outfits, hoje ela tem mais palavras de coragem a transmitir que outfits


Claro que existem mais blogues dentro do género e que eu também sigo mas para já falei-vos destes cinco! E vocês, que blogues seguem mais? Já conheciam algum destes blogues?

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Desgostos Amorosos| Quatro Sinais De Que Estás Presa Ao Passado!

Este é um post para todas/todos nós nos confessarmos: quem nunca andou a navegar no fundo do poço por um desgosto amoroso? Eu duvido que exista alguém no mundo...
Por isso, se são corajosos para se confessarem, então continuem a ler o post porque também é um tanto ou quanto intimo!

Eu nunca fui miúda de ter muitos namorados, porque me apego muito às pessoas e acima de tudo eles têm que ser muito meus amigos por isso todos os namoros que tive, tiveram uma duração dita longa. Mas como tudo na vida, não foi para sempre e eu sempre sofri bastante. Todo aquele desapego, aquele "desmame"... fazia muita moça em mim. Mas claro que há sempre "aquele" namorado que fica preso ao nosso coração durante mais tempo, sabe-se lá na verdade quanto tempo.

Eu própria cheguei a um ponto que percebi que estava presa ao passado através de vários sinais e  também revi casos de amigos e por isso deixo-vos aqui alguns desses sinais (não que tenha passado por todos):

1 - Ao inicio pensavas nele todos os minutos do teu dia. Depois todos os dias te lembravas dele. Com o passar do tempo lembravas-te todas as semanas. E pensavas que a lembrança fosse embora com o tempo, mas permaneceu assim, muito presente na tua memória, no teu coração, todas as semanas para te visitar.

2 - A primeira coisa a fazer é, quem sabe, apagar o número de telemóvel. E com sorte, não decoras números de ninguém, por isso a tentação era quase zero. Mas sabes bem como era a sua terminação. Então qualquer número estranho que te enviasse SMS tu ias confirmar os últimos três dígitos. Naquela miserável esperança... sabe-se lá de quê. E esta situação arrasta-se durante tanto tempo que nem consegues determinar.

3 - Fotografias no quarto, no telemóvel, computador, vai tudo à vida certo? Supostamente sim. Mas há sempre uma fotografia que guardavas em algum lugar remoto como por exemplo o fundo do roupeiro, por baixo das camisolas mais pesadas, onde está escondida mas não está esquecida e em momentos de maior aperto, ias buscá-la.

4 - Mesmo passado tanto tempo, sempre que adoecias, para além do colo da tua mãe, o que tu querias não existia mas o teu pensamento voava sempre além. Quando estamos mais vulneráveis queremos as pessoas de quem mais gostamos ao pé de nós não é? E tu, no meio de tantas pessoas que gostavam de ti, desejavas secretamente outra pessoa. 

A boa noticia é que muitas destas coisas foram suavizando exatamente porque me apercebi que estava muito presa ao passado e lutei muito para me desprender. E pode não ter sido a 100% mas consegui voltar a viver e viver bem mas ainda assim tenho que vos dizer... Foi tudo tão forte com "aquele" namorado que um dia voltamos a esbarrar-nos um no outro (e afinal não era só eu que estava presa ao passado...) e hoje, com toda a vontade que tenho de o esganar quase todos os dias, sei que será sempre "aquele" e é incrível que depois de tudo o que sofri (sofremos), hoje vivemos juntos.

eu e o meu namorado 

No mês de agosto - sei lá eu que dia... - fazemos oficialmente dois anos que voltámos a namorar. Não conta para nós mas achei que este post, que já estava para ser escrito há algum tempo, vinha a calhar.
Todos nós temos desgostos amorosos e eu bem sei como é difícil mas tentem não ficar presos ao passado, arranjem forças e saiam do fundo do poço porque a vida é só uma. A mágoa provavelmente irá convosco durante algum tempo mas também é provável que vá ficando mais leve de dia para dia. Nós não sabemos o dia de amanhã e a verdade é que a vida dá muitas, muitas voltas... :)

Malta, contem-me as vossas histórias, como lidam com o coração partido? 
Que sinais detetaram em vocês mesmos?

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Açores | Hoje Deu-Me Saudades desta Ilha...

Hoje, de volta do computador e das mil fotografias na galeria, vi a pasta dos Açores. Que saudades de S. Miguel. Da temperatura, das paisagens, do ambiente, dos dias em si. Foi dos melhores sítios onde já estive e bem sei que o mundo é grande. Mas o nosso Portugal é ainda maior. De tão belo que é... :) Partilho convosco algumas fotografias da viagem, que em setembro faz um ano que se realizou.

 

 

Quem por aí já visitou alguma Ilha dos Açores?
Reconhecem algum lugar onde estas fotografias foram tiradas? :)

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Para Os Invejosos Da Felicidade Alheia!

O mundo anda mesmo do avesso não anda?
Atentados, violência ao dobrar de cada esquina, vinganças, ciúmes... A humanidade anda a ser "comandada" por uma série de acontecimentos que nos assustam verdadeiramente. A mim assustam-me porque o poder do mal parece sempre bem maior que o poder do bem - parece, não o é.

Eu quero acreditar que a força do bem está nos atos mais pequenos que consigamos concretizar e que isso já é um passo para ajudar o mundo a remar outra maré: a maré em que cuidamos mais uns dos outros. Não há formula mágica. Nenhum de nós, à partida, conseguirá evitar/prever um atentado mas definitivamente há coisas que conseguimos fazer. Apenas temos de continuar a praticar o bem, exercer e promover socialmente uma boa mudança e seguirmos os valores que nos foram incutidos e em que acreditamos e tentar ser feliz ao máximo... mesmo que isso chateie o vizinho do lado.


Porque sim... a felicidade alheia ainda incomoda muito e eu, como sempre, não consigo entender porquê. Qual a necessidade de tentar sacar energia negativa perante um sorriso, um bem-estar de alguém? Como nunca entendi, nunca dei grandes créditos - quem brilha através de luz natural não precisa de luzes artificiais.
A inveja move uma maldade sem fim mas o que nos move a nós é bem maior; por isso continuemos a sorrir, a abraçar, a amar sem limites, a ajudar, a ter solidariedade. E que os mal-amados se ergam, recuperem o sentido da vida e que a vivam da melhor forma possível e deixem os outros viver em paz. 

Que tenham uma excelente segunda-feira! :)

domingo, 20 de agosto de 2017

E Como Foi Viajar Numa Espécie De "Jacto Particular"?!

Meus queridos leitores, como havia prometido, cá estou para vos contar da minha experiência de ter viajado até Bragança de avião!!

Eu sabia que a rota Portimão-Bragança estava novamente a funcionar mas não sabia a empresa estava a fazê-lo - nada que uns minutos à volta de um computador não resolvessem. E foi assim que me deparei com a AeroVip e foi na sua página que consegui tirar todas as minhas dúvidas:

- As partidas de Lisboa acontecem no Aeródromo de Cascais;
- Existem dois voos por dia (dois de ida, dois de vinda);
- Existem várias tarifas que por sua vez se dividem em vários preços (eu escolhi o mais barato, tarifa discount);
- Temos direiro a levar uma mala de porão até 10 quilos (pelo menos a tarifa de discount) e ainda mala de ombro;
- De Cascais a Bragança existem paragens em Viseu e em Vila Real até chegar ao nosso destino (isto se houver passageiros, se não é de seguida);
- O voo é de uma hora e meia;

Feitas estas descobertas, estava na hora de decidir... e eu demorei a decidir. Porque apesar das vantagens serem... IMENSAS, o valor do bilhete ainda era 96 euros (36 euros ficava bilhete de ida e volta de autocarro com desconto de Cartão Jovem - eu ainda posso usar, sim? xD) mas de qualquer das formas a diferença de tempo despendido não tinha nada a ver... então decidi deslocar-me a voar!

Foto de minha autoria, Aeródromo de Bragança - foi neste que viajei

E foi a melhor decisão que poderia ter tomado!
Cheguei a tempo - só temos de estar presentes meia hora antes do voo - (já vos disse que a última pessoa a chegar foi a fadista Cuca Roseta, que viajou comigo?), despachei a minha mala, despedi-me do meu namorado e entrei para uma sala de espera onde nos colocaram a ver um video de segurança, onde por norma se vê dentro do avião com uma hospedeira a ilustrar - não havia cá nada disso.
Entrámos para dentro do avião e no nosso lugar estava à nossa espera uma garrafa de água e uns tampões para abafar o ruído do avião - faz mesmo muito ruído!

A viagem não poderia ter corrido de forma mais tranquila (não parámos em Viseu), tirando logo ao inicio, ainda em Lisboa, onde apanhámos alguma turbulência que passou rápido.

Foto de minha autoria durante a viagem

Adorava dizer que a viagem para cá correu de igual forma... mas não. Estava muito calor em Trás-os-Montes na sexta-feira mas calculei que assim que levantássemos voo o calor iria desaparecer, tal como na primeira viagem. Muito calor, muita turbulência e o almoço na barriga a querer dar o ar da sua graça cá para fora. Paragem em Vila Real, paragem em Viseu e um calor que não se aguentava, turbulência que não parava e eu rezava a todos os santinhos para não vomitar. 
Eles devem ter-me ouvido porque assim que saímos de Viseu e o avião pode subir a uma altitude maior, estabilizamos e eu cai logo num sono morno (porque o calor diminuiu mas fazia sentir-se ainda). Acordei a tempo de ver Lisboa sobre o horizonte mas o mau estar era tanto que não consegui tirar uma fotografia (ao contrário da viagem para lá). 

E agora vocês perguntam: valeu a pena?, repetias?
SIM! Sem qualquer sombra de dúvida! Isto porque esta primeira viagem foi uma aprendizagem. Para lá voei de manhã, quase que já não tinha comida no estômago por isso não senti qualquer enjoo; para cá o voo foi logo a seguir ao almoço e eu estava ao barrote - esta é a maior lição que tenho de reter! 
Pelo tempo de viagem, até pelo conforto da viagem em si (mostro-vos duas situações distintas, podem apanhar qualquer uma consoante os ventos) vale muito a pena. O facto de ter viajado de avião deu-me a oportunidade de, na sexta-feira, poder tomar o pequeno-almoço em Trás-os-Montes, estar com a minha família ainda ao almoço, viajar até Lisboa, ir para a Margem Sul e ainda ir trabalhar até às 00.30H - mas sem aquele cansaço que acontece quando viajamos de autocarro [também existe cansaço mas é um cansaço diferente].

Espero que, para quem tenha ficado interessado nesta rota, que este post vos vá ajudar a tirar algumas dúvidas! 

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Chiado Editora | O Caso Da Mulher Com olho De Vidro

E do que seriam as férias sem um bom livro para acompanhar, não concordam? Não que eu tenha estado de férias mas nestes dias mais quentes, quer na praia ou no sofá, uma leitura sabe sempre bem!


E em parceria com a Chiado Editora, escolhi um policial para as minha leituras de verão - se calhar devia ter escolhido um romance ou algo do género, leve como o tempo não é? Por acaso... não é.
O livro chegou-me em mãos de forma impecável e fiquei a namorar a textura suave e brilhante da capa algum tempo antes de me debruçar sobre a obra. E sabem que mais? Fico contente de ter escolhido o livro "O Caso da Mulher com Olho de Vidro", de Ed. B. Silverman porque me fez rir! É verdade, espantem-se; um policial, com contornos bastante dramáticos que me fez rir, tudo graças à descontracção dos diálogos e à descrição dos personagens principais! 


Deixem-me levantar um bocadinho do véu...
Algo de misterioso (e bastante sangrento) anda a acontecer e não há quem solucione a questão: várias pessoas andam a explodir do nada. Desfazem-se em mil pedacinhos no meio da rua (ou onde for) e não há como abrandar este ritmo de mortes, apesar de todos os departamentos de Investigação da Policia trabalharem arduamente na questão. Por onde começar? O que será que provoca a explosão? Quem estará por de trás de tantos homicídios? Parecem perguntas sem resposta... mas elas chegam!

São 136 páginas super fáceis de se ler, com um ritmo que nos prende à história, nos faz gostar e odiar a mesma personagem várias vezes ao longo dos capítulos [eu particularmente mantive este amor/ódio pelo Chefe O'Hara e quando lerem o livro irão entender porquê!]. Se querem fugir aos típicos livros de verão, aqui podem encontrar uma literatura bem engraçada, que nos faz rir mas também nos faz pensar. 


Já alguém tinha ouvido falar d' "O Caso da Mulher com Olho de Vidro"
Ficaram curiosos? Apreciam este tipo de leitura? 

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Lá Vou Eu Até Bragança! - Mas Que Meio De Transporte Escolhi?!

Meus queridos leitores, bom dia, bom dia! Hoje é um dia muito feliz porque apesar de ter sido tudo decidido assim em cima do joelho, vou até à minha aldeia transmontana, juntar-me a toda a família que lá está! A novidade é que não vou nem de carro nem de autocarro.. vou de avião, gente!

Pois é... para quem não sabe, da minha casa a Bragança são praticamente 500 quilómetros, mas são os quilómetros que eu faço com mais felicidade porque não há distância que apague as minhas raízes. Neste post que partilhei convosco em 2015 fiz 12 horas de viagem de autocarro (seis para cada lado) e estive lá 48 horas. Em 2016 não consegui juntar folgas de forma a poder lá dar um saltinho e este ano quase que também não dava... mas vai dar. E por ser tão pouco tempo, decidi que desta vez valia a pena investir numa viagem diferente, que me poupasse tempo. 

acho que é neste avião que vou fazer a viagem e ainda não sei bem como me sinto em relação a isso ahahah

E onde encontrei essa oportunidade? Na Aero Vip, pela Sevenair, que me permite chegar a Bragança em uma hora e meia! Sim... leram bem. Desde o Aeródromo de Cascais até Bragança a duração prevista é de uma hora e meia - não consigo parar de repetir isto, depois de uma vida inteira a fazer viagens de horas! Claro que tempo é dinheiro e a viagem não saiu a um preço acessível mas para mim [e pelas minhas razões, obviamente] vai valer a pena - vamos lá ver é como vai ser a experiência.

Malta, estou quase a embarcar mas prometo que depois partilharei esta experiência num outro post. Nos entretantos, espreitem o Instagram que vou partilhando toda a experiência por lá!

terça-feira, 15 de agosto de 2017

8# Turismo Rural | Villa Quinta da Madrugada

Bom dia meus queridos!
Estão prontos para fazer a mala e rumar a mais um sitio espetacular deste nosso Portugal?

Avô, Oliveira do Hospital


Desta vez levo-vos até ao centro do país até uma aldeia pitoresca, perto de Oliveira do Hospital e a 46 quilómetros de Coimbra, chamada Avô, onde eu já estive! A Villa Quinta da Madrugada faculta-nos tudo o que precisamos para umas férias descansadas de verão ou se quisermos de inverno também será uma excelente escolha visto que a Serra da Estrela nem fica muito longe! 



Com uma decoração rústica em tons quentes (fenomenal!), todas as divisões são amplas e transmitem um grande conforto e sentimento de estar em casa, e muito bem equipadas (casa-de-banho, cozinha, etc). Fora que tinha de partilhar esta vista da sala... para quem vai à procura de tranquilidade, só esta paisagem vale a pena [fora que ainda têm vista para a piscina que não aparece na foto]. Segundo o Booking (que dá uma avaliação de 9,8!), se quiserem algo para ainda este mês ou para setembro... está tudo esgotado! Mas para outubro, podem usufruir deste lugar três noites a partir de 290 euros!


Com acesso à piscina, se preferirem podem ainda usufruir das praias fluviais que existem na zona, fazer um passeio de bicicleta ou deixarem-se levar pelos bons vinhos e queijos que a região oferece. Há de tudo... é só deixarem-se levar! Até ao próximo post de turismo rural!

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

O Dia Em Que Me Tornei Madrinha Do Miguel!

Ontem foi dia de festa, dia de Batismo, dia de benção - dia de ser ordenada, oficialmente, madrinha do Miguel!
No entanto sei que sou madrinha do Miguel a partir do momento em que os seus pais, nos seus corações, assim o decidiram. E eu, no meu coração e na minha forma de ser desajeitada, aceitei sê-lo.

Eu tenho mais duas irmãs, todas elas com padrinhos vivos. Eu, a mais nova, foi a que perdi os meus padrinhos mais cedo mas lembro-me perfeitamente do que representavam para mim; lembro-me das sensações que me davam, de querer ficar com eles e não ir para casa, por exemplo.

Não me recordo dos presentes ou se me deram dinheiro e quanto foi. Recordo-me é que pensei, quando um e outro partiram, que era demasiado cedo. Mas que tudo o que me tinham dado, mantém-se até hoje gravado na minha memória.
É isto que eu espero dar ao Miguel. Boas recordações, grandes gargalhadas, largos sorrisos e felicidade plena naquele coraçãozinho que ainda é pequenino, mas espero que, com a ajuda dos pais [e a minha, claro] um dia se torne num grande coração. 

As promessas muitas vezes são levadas pelo vento e daquilo que eu conheço dos pais, sei que confiam em mim para o papel que acabei de assumir e a única coisa que esperam de mim é que eu me mantenha igual a mim própria. Negócio fechado, amigos! E um brinde ao bochechas Miguel!!

eu e o Miguel 

Ps: Eu sei que a malta gosta toda é de ver os outfits das festas e isso tudo mas no Instagram o que não falta é fotos. Espreitem e digam lá se eu ia ou não bem :p

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

TAG | Vais Ficar A Conhecer-Me Um Pouco Mais!

Maltinha, eu tive a sorte de ser nomeada não por um mas sim por dois bloggers para responder ao TAG "Irmandade das Blogueiras"; quem me desafiou foi o José Pinheiro, autor do blogue My Little Space e a Ana Rita, autora do blogue Minnie Me e serve para que me possam ficar a conhecer melhor mas antes deixem-me dar-vos as regras:

- Agradecer e indicar o blogue que te identificou;
- Responder às 10 perguntas;
- Indicar 10 bloggers e avisá-las;
- Criar 10 novas perguntas;


Obrigada Minnie Me  e José Pinheiro pela nomeação e agora sim, vamos começar e claro está, primeiro as senhoras por isso vou responder primeiramente às perguntas da Ana Rita!

1 - Para ti a Blogosfera é...?
Posso se calhar dizer que já não é o que era, antes de mais. Por um lado está bem melhor: mais conteúdo, designs melhorados, mais atividade e partilha - e por enquanto destaco só o lado bom da coisa! 

2- Como defines o teu blogue?
Um espaço amplo: onde todos os temas são assuntos e onde todos são bem-vindos! Lifestyle predomina mas há de tudo um pouco, dá para a menina e para o menino! Ahahahah!


3 - Como conheceste o meu blogue e o que te fez ficar por cá?
Já foi há tanto tempo que quase não me lembro mas foi logo na altura que criei o blogue. Tropecei no teu blogue e o que me mantém cá é a tua genuinidade, pode não agradar a todos mas para os outros... temos pena ahahha!

4 - Que blogger segues diariamente?

5 - Qual a tua viagem de sonho?
Quero muito ir ao Hawaii!!

6 - Qual o teu próximo destino (férias, mini-férias, descanso...)?
Gostava muito de dar um saltinho ainda este mês a Trás-os-Montes e ao Algarve, vamos lá ver se a agenda permite!


7 - O que não abdicarias na tua vida?
Da minha família e do meu gato, sem sombra de dúvida!

8 - Qual a coisa que mais falta te faz?
Ultimamente... dinheiro! ahahhah

9 - Não sais de casa sem?
Telemóvel. Quando me esqueço é o fim do mundo!

10 - Qual a maior dica que deixas a novos bloggers?
Sejam sinceros convosco próprios e com terceiros. Sejam humildes, genuínos e partilhem, partilhem muito porque aprendemos sempre uns com os outros - e não vão com tanta sede ao pote ;).

E agora as perguntas do José:

1 - Quais as tuas metas para 2017 com o blogue?
Eu tinha uma meta que era ter a minha primeira parceria e já o consegui! Agora quero continuar a colocar posts que agradem e que o leitor se reveja e que queira voltar!

2 - Gostas de tirar fotos com o telemovel ou a máquina fotográfica?
Adoro tirar fotos com tudo o que dê para tirar fotos ahahahh.

3 - Redes Sociais favoritas?
Instagram!!


4 - Se te oferecessem 1 milhão de euros para abandonares o blogue o que farias?
Provavelmente dava a volta à coisa e investia esse dinheiro no blogue ahahahh!

5 - Praia ou piscina?
Praia... mas piscina também nunca se recusa!

6 - Gato ou cão?
Animais em geral!

7 - Preferes ir ao cinema ou ficar em casa a ver um filme?
Ambos! Adoro cinema ;).

8 - Qual a maior meta que tens para a tua vida?
Estabilidade pessoal e profissional. 

9 - Solteiro ou comprometido? O que preferes?
Em ambos os casos existem coisas boas mas não troco as vantagens de se ser solteiro pelas vantagens de ter o meu namorado.

10 - Música favorita?
Tantas... impossível de enumerar!

Agora os meus 10 nomeados para esta TAG são...


E as minhas 10 questões são...

1 - Alguma vez pensaste desistir do teu blogue?
2 - Quem é a tua maior inspiração na Blogosfera?
3 - Que tipo de blogues te atraem mais?
4 - O que mais aprecias no meu blogue?
5 - Partilhas tudo, tudo no teu blogue?
6 - Vamos pensar a curto prazo: daqui a cinco anos, prevês ter ainda o blogue?
7 - Confessa-nos algo que nunca o tenhas feito na Blogosfera.
8 - Escreves ao sabor do momento ou tens posts sempre agendados?
9 - O blogue é passatempo ou algo mais?
10 - Para além de Blogger, quem és tu também?

Quem quiser responder a este TAG sinta-se livre de o fazer, depois deixem aqui o link para eu poder espreitar sim? Boa sexta-feira para todos! :)