quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Habemus Bilhetes De Avião!

Férias confirmadas há pouquíssimo tempo o que é que significa? Bilhetes de avião caros - e isto é verdade, verdadinha. 
E eu confirmo: por mais pesquisa, por mais alterações de datas, horário ou companhias, os valores estavam todos acima do que eu queria dar mas paciência; estão comprados e o que se gastou em avião vai compensar porque não se vai pagar estadia.

Onde, onde? - perguntam, vocês.


Fui lá o ano passado e vou lá este ano, já sem o fator surpresa mas com vontade de explorar outras coisas que esta cidade tem para oferecer! Fãs de Londres, acusem-se! :)

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

O Que Mudou Na Minha Vida Depois Da Faculdade?

Ainda numa onda de regresso às aulas, hoje decidi trazer-vos um pouco da minha experiência pessoal em relação à minha vida académica e o pós vida académica.

Não escondo que já houve muitos dias em que me arrependi de ter tirado um curso superior - para quem não sabe, eu não trabalho na área. Mas são pensamentos que já não me ocorrem. Pesava-me o esforço, meu e dos meus pais e de não ter dado frutos. Trabalhei na área, alguns anos mas não me dava sustento para o carro quanto mais para uma vida. E eu precisava urgentemente de começar a ter uma vida monetária [se assim poderei usar a expressão].

Na faculdade [É Só Lusíada Universidade! lalala] aprendi montes e montes de coisas. E nem tudo aprendi nas aulas porque tentei viver o máximo que consegui em relação a tudo o que me era concedido. Tirei negativas, até reprovei a uma cadeira, tirei algumas boas notas, até um ou dois 18, estudei com colegas da minha idade, fiz amizade com colegas mais velhos. Tive muitas (até perdi a conta...) ressacas, saídas, praxes, gargalhadas entre tardes na relva com a capa ou não vestida. 
Mas foi-me sempre estipulado pela minha consciência que na hora dos exames, a cena tinha que ser minimamente séria. Quando eu me interessava (e também quando não me interessava...), eu estudava e se a nota não fosse bem aquilo que eu desejava, eu ia a melhoria de nota - da mesma forma, também aqui perdi a conta das vezes que fui fazer melhoria, às vezes por um valor!

A minha faculdade era e é privada. Não tive que trabalhar para pagar os estudos como tanta gente o fez e faz e por quem eu tenho a maior admiração [no meu grupo de amigas, só uma fazia isso e posso garantir-vos que ela nos acompanhava nas festas a esmagadora maioria das vezes, levantando-se sempre mais cedo para ir trabalhar e depois de almoço aparecia para as aulas e isto tem de se louvar, meus caros amigos]. Os meus pais pagaram os três anos que lá estive e o mínimo que eu poderia fazer, era não andar lá a passear SÓ copos de cerveja (tirando o dia do Rally-Tascas, aí só passeava mesmo copos!). 

Terminada esta etapa, não me enchi de mim mesma, apenas me orgulhei. Tínhamos conseguido. Com mais festas, menos festas, com boa média ou apenas satisfatória, eu e os meus pais tínhamos conseguido. Já estava licenciada, com direito a flores, festa, bolo e um canudo de baixo do braço.

Hoje trabalho num centro comercial. Esta é a realidade. Já trabalhei em dois jornais - um mensal e um diário [e este nacional e internacionalmente reconhecido] e trabalhei numa televisão local. Aprendi MUITO! Pude lidar com pessoas que nunca pensei trocar se quer duas palavras. Vi noticias minhas escritas a serem lidas pela pessoa do lado no comboio. Tenho fotografias com o Mário Soares e a mulher. Com os Homens da Luta. Com o Virgul. Eu sei lá... Uma série de recordações.

Adorava dizer que não desisti da área. Mas nem vou entrar por aí; só vos queria dizer, finalmente, é que depois da faculdade, a minha vida ficou melhor. É a mais pura verdade. Andei muito tempo a fazer cursos e especializações em pontos específicos na área do Jornalismo, andei a estagiar à palex, andei a recibos verdes, de um lado para o outro, etc, etc. Mas porque assim os meus pais me deram a oportunidade (nunca me exigiram um trabalho com €€ à vista) e porque assim eu o entendi porque eu dizia para mim "És nova, faz currículo agora". Foi o que fiz e não me arrependo. Agora, longe das noticias, recebo o meu ordenado que dá para ir construindo uma vida, a minha. 

A faculdade foi a minha rampa de lançamento. Caloiros aí à solta: aproveitem estes anos da vossa vida a 100%! Divirtam-se MUITO e estudem, porque na faculdade também se faz disso e já agora, mesmo que achem que não, é mesmo verdade quando dizem que os amigos que fazem na faculdade são para a vida.

Bênção das Fitas de Lisboa, 2010

De certeza que vou passar, nos próximos tempos, por trajados e vou ter vontade de dizer GRANADA mas a vida anda para a frente e ando mais preocupada em ver as promoções do Jumbo/Pingo Doce xD.

domingo, 17 de setembro de 2017

Aprecia A Tua Própria Companhia!

Sempre apreciei a minha companhia. Não vou dizer que sou solitária mas gosto muito de estar sozinha. Não tenho medo de estar sozinha. Aprecio a solidão - mas não a solidão constante.

Se tiver que ir a algum lado sozinha, vou. Também sou sincera, se não estiver para aí virada, tento arranjar companhia até esgotar as hipóteses, mas por norma ir à praia (por exemplo) sem companhia é algo que não me faz mossa nenhuma. Estar sozinha dá-nos tempo. Tempo para avaliar a nossa vida, o que nos está a deixar felizes, o que nos anda a deixar tristes, o que queremos para o futuro... tanta coisa. E não entendo como há pessoas que tremem só de estarem sozinhas.


Já repararam na quantidade de pessoas que gostam de estar perto de vocês? À vossa volta? É porque apreciam e valorizam a vossa maneira de ser e de estar - porque não hão-de fazer o mesmo convosco próprios?  Fica a dica; aprecia a tua própria companhia :)

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Tantos Posts Sobre O Regresso Às Aulas Que Eu Também Não Quero Ficar De Fora!

Tenho a certeza que já se fartaram de ver posts a dar algumas dicas para o regresso às aulas não é? Desde essenciais para o dia-a-dia , o que levar na mala ou até maquilhagem para o primeiro dia de aulas. 


Vai daí, eu também quis participar neste circuito de posts, com uma dica muito importante para este regresso às aulas. Nada mais nada menos do que: ESTUDEM! É muito importante estarmos bonitas na apresentação, escolham a vossa roupa mais fixe e essas coisas todas mas mais do que não se esquecerem de levar creme hidratante, batom ou um eyeliner na mala, é não se esquecerem de levar os livros e as cenas todas, se não levam falta de material! - Isto ainda existe, não existe? 

Os tempos mudam, obviamente que sim; no meu tempo, numa turma de 25, tínhamos duas raparigas que punham base na cara. Hoje a coisa é literalmente ao contrário - e isso não é necessariamente mau, não me interpretem mal. O que eu quero dizer é que podemos e devemos andar como nos sentimos bem, independentemente das influências à nossa volta (existirão sempre os exageros porque faz parte da idade) mas não nos vamos esquecer do que é realmente essencial para o regresso às aulas. Boa educação, esforço e empenho!

Posto isto (e depois de todo um post educativo) um batonzinho leve e uma máscara para as pestanas é o que posso aconselhar para a maquilhagem do dia-a-dia. E um pacote de lenços, nunca se sabe quando as casas-de-banho não vão ter papel! :p

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

"Tô, Tia, Sabias Que Vou Agora Para A Escola?"

São 12.43h. O meu telemóvel tocou e eu sabia quem me estava a ligar. "Tô, tia, sabias que vou agora para a escola? Vou para o primeiro ano!".

Não sei explicar. Não consigo explicar. Mas estou num misto de emoções. Tenho o coração apertado até mais não. É verdade que dizem que os sobrinhos não são nossos filhos mas é quase como se fossem; há aqui um sentimento que eu não consigo descrever, por mais voltas que dê à cabeça. Nunca lhe mudei uma fralda, Deus me livre - mas desde que nasceu passou a ser a pessoa mais importante da minha vida, bem juntinho da minha mãe. 

Todas as suas conquistas, o simples facto de começar a andar, falar, ter opinião, gosto, personalidade... Todas essas "tolices" passaram a ser motivo de orgulho para mim. Ela é alta, forte, veste saia, joga à bola, pinta os lábios e quer caçar monstros. É um pequeno furacão, muito parecido a alguém que eu cá conheço e lido todos os dias [e que vejo ao espelho] e hoje vai para o primeiro dia de aulas e eu preferi falar com ela ao telemóvel do que estar lá na altura que ela passasse o portão da escola porque provavelmente iria chorar mais do que a minha irmã - iria dar-lhe um argumento para me gozar para o resto da vida? Não ahahah!

É verdade que os nossos sobrinhos não são nossos filhos mas é verdade que é quase como se fossem - não que eu seja mãe - mas aquilo que sinto por ela é algo que não se transcreve e eu só lhe desejo o melhor. E vou fazer de tudo para ela ter e ser a melhor pessoa que conseguir e quiser ser. 

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Vamos Personificar A Segunda-feira?

Não, não me enganei. Eu sei que no calendário normal hoje é quarta-feira mas no meu calendário... É apenas segunda-feira, dia de voltar ao trabalho mas estou com vontade de continuar na boa vida que as folgas nos dão!

Entretanto estive a pensar que se eu pudesse personificar a segunda-feira, quem eu iria escolher? E eis que esta imagem tropeça em mim (se calhar nem todos vão entender) e sem dúvida que esta Umbridge tem cara de segunda-feira!

Malta, quem escolheriam para exemplificar o que a segunda-feira significa para vocês? Deixem o nome nos comentários ou mandem-me a foto por mensagem no Instagram (link aqui ao lado)!

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Dia De Folga [Os Dias Mais Aguardados Da Semana]

Aproveitar a vida. Agradecer. Apreciar pequenas coisas, pequenos atos que nos fazem felizes.

Ontem passeei de mota sozinha, almocei a comida da mãe, pus os pés na areia e no mar e revi amigos. Hoje quero mais destas pequenas (grandes coisas) que me preenchem. Acreditem, às vezes com tão pouco ficamos com um sorriso na cara e um sentimento de satisfação!

Vou aproveitar mais um dia de folga agora! :)